quinta-feira, 5 de maio de 2011

Dia do trabalhador 1° de Maio " Revolução Poética"


Nós do coletivo "Revolução Poética" participamos da manifestação do dia do trabalhador na praça da Sé, onde vimos de perto e na pele a repressão pois os nossos olhos ardiam assim como nossa garganta com o gás que lançaram sobre nós, a Polícia Militar do Estado de São Paulo desceu cacetete e gás nos manifestantes, admira-se muito com o salário que recebem e não são nenhum pouco respeitados e dignificados pelo seu trabalho, ainda assim oprimem os próprios companheiros trabalhadores não se colocando como tal.

Um dia eles também vão se revoltar e vão lutar pelos seus direitos,
também são trabalhadores, pena que defende a propriedade dos ricos.






"Ordem repressiva"


Movimentos na ordem
Tropas de choque marchando
pra proteger o patrimônio do carrasco patrão.

Quem foge da ordem
leva cacetete e borracha
e suas carcaças estendidas
no chão.


O inimigo devagar
vai minguando os nossos direitos
em marcha lenta ele vem
nos trazendo a repressão.













Encontramos na manifestação Julio do" Centro Cultural Carlos Marighella"





Encontramos na manifestação o nosso companheiro de cultura Andrios do projetoMarginaliaria






O professor e militante Mario Barba uma figura Histórica de Guaianases

1 comentários:

Euber Ferrari 20 de julho de 2011 20:34  

Acho que cade uma discussão aí sobre se policial é mesmo trabalhador ou não. É um lance teórico mais aprofundado, mas acho importante a discussão.
Saudações revolucionárias e parabéns a todos por esse projeto que com certeza ainda vai muito longe. Euber Ferrari

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.