domingo, 18 de abril de 2010

"Segredo do amor"



Quando o amor acenar, siga-o,

ainda que por caminhos de espinhos.

Quando suas asas te envolverem, ainda que
a lâmina escondida sob suas asas possa feri-lo,
e quando ele falar a você que não te quer, acredite
no que ele diz, ainda que sua voz possa destroçar
seus sonhos, assim como o vento destrói o jardim.


Pois se amor coroa, ele também o crucifica.
Se o amor faz subir as alturas ao acaricia sua pele,
mas se seu corpo treme como se estivesse com frio,
mas ao mesmo tempo te aquece com o seu corpo
ardente .


Quando ele te faz descer as raízes que abala sua
ligação com a terra,
Como os feixes de trigo, que ele uns mantêm íntegros. E depois
debulha-os até transformá-los e triturá-los, até torná-la branca
amassá-la até deixá-la macia ,e então submetê-la ao fogo para que se
transforme em pão, para que se possa ser consumido no banquete
sagrado de Deus.


Todas essas coisas pode o amor fazer para que você conheça os segredos do seu coração e com esse conhecimento se torne um sonho conquistado
em um fragmento da vida.


[Maria Dayane]

2 comentários:

Criando Poesia 18 de abril de 2010 22:10  

Lindo e profundo o seu poema; Parabéns! e continue tirando da natureza e do amor as sua inspirações. JÔ

Eduardo Kawamura 21 de abril de 2010 19:36  

Como eu já havia comentado, lindo seu poema. Construção madura, inclusive com alguns elementos filosóficos. Continue escrevendo.

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.